Millôr Fernandes

18431255_TIkI2

E eis que estou aqui, hoje, pra lhes falar…
De um ser humano, um artista, pra lá de exemplar!
Desenhista, dramaturgo e escritor
Igualmente, e ainda (pois era, ele, vários)
Humorista, poeta e tradutor
Jornalista também, e não menos, até mais!
É de um brasileiro, com mente sagaz
Que se trata essa exposição
Que não possui a ambição
De tentar contar toda a trajetória “millônar”
Por sinal, até uma rica história a analisar
De 88 primaveras dedicadas a arte
E de tudo o mais que dela faz parte
Um ser de caráter inovador
Inúmeras vezes até contestador
Era assim o inigualável Millôr
Desde muito jovem inquieto,
Menino esperto, que soube se virar
Mesmo quando a morte foi lhe visitar
Roubando muito cedo seu pai e mãe
O que fez nosso homenageado amadurecer
E para o trabalho, de faz tudo, ele foi correr
O Cruzeiro, O Pasquim, Isto é, O Dia e O Estado
De todos estes, ele foi colaborador,
Contratado, bem pago, pois era merecedor!
Mas nem por isso e com tudo, ele se aquietou
O tempo inteiro, de vida e tinteiro, se reinventou
Criou música, peça de teatro, foi até apresentador!
Fez sorrir, enquanto encantava, e causava o refletir
Uma das personalidades mais respeitadas
Que gostava de notoriedade, não queria ficar desamparado
Mas tinha horror à popularidade, para não ser intimidado
Reservado ele ficou, até o fim do seu respirar
Grande legado deixou, que tanto nos faz inspirar!

Claucio Ciarlini (2019)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s