Cadeira nº 08

23231457_2065503740130163_2185415384609196653_n

OCUPANTE ATUAL: KENARD KRUEL FAGUNDES DOS SANTOS
Data da posse 05.11.2020

Nasceu em São Luís (MA), a 30 de julho de 1959. Formação acadêmica: Letras Português e Letras Inglês pela Universidade Federal do Piauí – UFPI. Especialista em Literatura Brasileira pela PUC de Belo Horizonte. Especialista em Direito Processual Civil pela Universidade Estadual do Piauí. Foi aluno especial do Mestrado em Letras – Teoria Literária, promovido pela Universidade Estadual do Piauí, em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco. Foi aluno especial do curso de Mestrado em Letras – Estudos Literários, promovido pela Universidade Federal do Piauí. Bacharel em Direito pela Universidade Estadual do Piauí – UESPI. Estagiou na Defensoria Pública do Estado, sob a supervisão dos defensores públicos Elizabeth Aguiar e Ulisses Brasil, nos escritórios do Dr. Leôncio Coêlho Jr., da Dra. Cássia Kaneko e do Dr. José de Moura Rêgo e no Grupo Odonias Leal. Estagiou, ainda, no Juizado Especial Civil e Criminal da Zona Norte – Horto Mercado, sob a supervisão do Juiz de Direito Dr. Antônio Soares.

Jornalista: presidiu o Sindicato dos Jornalistas do Piauí (três mandatos). Foi diretor da Federação Nacional dos Jornalistas (Brasília). Foi assessor do presidente da Organização Internacional dos Jornalistas, Armando Rollemberg. Repórter de todos os jornais de Teresina, foi Editor do Jornal da Manhã e do Correio do Piauí. Secretário Adjunto e titular da Secretaria da Comunicação da Prefeitura de Teresina (Administração Heráclito Fortes). Chefe da Assessoria de Comunicação da Câmara de Teresina administração Edson Melo).

Professor, ministrou aulas de inglês e literatura (inglesa, americana, portuguesa, brasileira e piauiense) em diversos colégios de Teresina.

Obras: Em parceria: Em Três Tempos (1979); O Rio (1980); Dança do Caos (1981); Baião de Todos (1996), Nordeste (1999 – Ministério da Cultura, Sesc e Fundação Joaquim Nabuco), História do Piauí (com seu irmão, o historiador Gervásio Santos, 2009) e Eurípides de Aguiar – escritos insurgentes (organização e notas, com Genu Moraes, 2011). Individual: Victor Gonçalves Neto – Um Anjo Escarlate (1998); Torquato Neto ou a Carne Seca é Servida (2001), primeiro lugar no Prêmio Mário Faustino da Fundação Cultural do Piauí (2000); Gonçalo Cavalcanti – o intelectual e sua época (2005) e Djalma Veloso – o político e sua época (2006); O. G. Rêgo de Carvalho – Fortuna Crítica (2007), Torquato Neto ou a Carne Seca (2a edição, 2008), Luiz Mendes Ribeiro Gonçalves – Cartas a A. Tito Filho (organização e introdução, 2010)

Editor, publicou, pela Zodíaco, de sua propriedade, uma centena de livros de autores de expressão piauiense e nacional.

Instituições a que pertence: Membro da União Brasileira de Escritores do Piauí (entidade que presidiu), da Academia de Letras da Região das Sete Cidades, do Sindicato dos Violeiros e Poetas Populares do Piauí, da Associação dos Violeiros do Piauí (Casa do Cantador), da Fundação Rio Parnaíba, da Fundação Victor Gonçalves Neto, do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal. Sócio correspondente do Instituto Histórico de Oeiras.

Condecorações: Medalha do Mérito Cultural da Costa e Silva (1985 – concedida pelo Governo do Estado do Piauí – Secretaria de Estado da Cultura). Intelectual do Ano (1986 – título concedido pela União Brasileira de Escritores – UBE – PI). Personalidade Cultural do Século (2001 – título concedido pela Academia de Letras da Região de Sete Cidades), Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí (2001 – concedida pelo Governo do Estado do Piauí),  Diploma do Mérito Jornalístico (2004 – concedido pelo Sindicato dos Jornalistas do Piauí).



1o OCUPANTE: FRANCISCO DAS CHAGAS C. RODRIGUES (08.11.1922 – 07.02.2009)
Natural de Parnaíba. Político e Advogado. Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, foi eleito governador do Piauí em 1958 e em 1969 teve seus direitos políticos cassados pelo Regime Militar de 1964. Anos após o término de sua punição foi eleito senador em 1986, afastando-se da vida pública ao final de seu mandato.


2o OCUPANTE: Pe. FRANCISCO ASSIS SOARES (12.12.1935-26.03.2019)
Nasceu na cidade Ipu (CE). Iniciou seus estudos no Seminário de Canindé (Ce)  e depois foi estudar no Seminário de Campina Grande (PB). Foi ordenado Presbítero no dia 20.01.1965, na Igrejs Catedral de Parnaíba. É formado em Filosofia pela Universidade Federal do Piauí. Foi professor e diretor em escolas parnaibanas. Foi agraciado com o título de cidadão piauiense e com o título de cidadão parnaibano.  Tem várias obras publicadas entre as quais: “O Tangará” e “O Kerygma”.


PATRONO: ANTÔNIO OTÁVIO DE MELO. (1894 – 1968)
Natural de Esperantina. Poeta, trovador, jornalista e letrista. Autor do poema “Gleba de Terra”, que enaltece a cachoeira do Urubu e sua importância no turismo esperantinense.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s