PÓS-CARNAVAL

PÓS-CARNAVAL
WILTON PORTO
No vislumbre da aurora
Na magia do copo cheio
Um corpo estirado no chão
Mil olhos que se abismam!

Uma mãe que grita em lágrimas
A polícia que não se sabe
O Samu – cadê o Samu?

A filha trancada no quarto
Ela não tem mais do que 16.
O pai urrando, gritando…
Chicote voando no ar.
A mãe, coitada, desmaia,
O jovem, quem é? Onde estará?!

Lá na prisão – quem será?!
O jovem pra lá e pra cá
Ainda aéreo se encontra
Deu tiros, feriu, foi ferido.
Após tanta surra inquieta-se.
Se tem pai se tem mãe
Meu Deus será?!

Que tal o Carnaval da Unidade?!
Alegria oração paz e luz.
Devassidão não traz felicidade.
Felicidade é o que Morreu na Cruz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s