Lançamento do 73° Almanaque da Parnaíba

	Na noite de ontem (27), foi lançada a 73° edição do Almanaque da Parnaíba. O evento, ocorrido no SENAC (BR-343), teve início às 19 horas, reunindo membros da Academia Parnaibana de Letras (APAL), vencedores do Concurso Literário promovido pela academia e convidados.
        Na mesa de honra, estavam: O presidente da Academia Parnaibana de Letras, jornalista José Luiz de Carvalho; Arlindo Ferreira Gomes Neto, o Arlindo Leão, Superintendente Municipal de Cultura da Parnaíba, representando o Prefeito da Parnaíba, Acadêmico Francisco de Assis de Moraes Souza; Carlson Pessoa, Presidente da Câmara Municipal da Parnaíba; Primeira Tenente Maira Silva, da Capitania dos Portos do Piauí, representando o Capitão de Mar e Guerra, Maxwell Denigres; Acadêmico Claucio Ciarlini, Antônio Gallas Pimentel, Antônio de Pádua Marques Silva, Maria Dilma Ponte de Brito e Roberto Cajubá da Costa Britto; Além da Doutora Maria Fernanda Brito do Amaral, representando a Ordem dos Advogados do Brasil do Piauí (OAB-PI).
	A solenidade teve início com as palavras do presidente da APAL, o jornalista e escritor, José Luiz de Carvalho, que agradeceu a todos que apoiaram e os que se faziam presentes. Na sequência, o poeta e também acadêmico Diego Mendes Sousa (*) discursou sobre a história do Almanaque e prestou bela homenagem a Assis Brasil (capa da edição) e Mestre Ageu. Em seguida, houve a apresentação do Almanaque em questão, pelo acadêmico e escritor Claucio Ciarlini. O jornalista e membro da APAL, Antonio Gallas Pimentel também fez uso da fala, onde discursou sobre o Projeto Academia Viva.
	Por fim, os vencedores do Concurso foram chamados por categoria para receberem o diploma de mérito literário, como também os merecidos aplausos da plateia que contou com mais de 150 pessoas, que, concluída a solenidade, puderam apreciar um farto coquetel regado a fotos e confraternização.

	Abaixo, segue a apresentação do 73° Almanaque da Parnaíba, por Claucio Ciarlini:

Boa noite, confrades e amigos! E a todos aqui presentes!

	Cumprimento os componentes da mesa de honra, através de nosso Presidente José Luiz de Carvalho e já inicio agradecendo a Deus, que nos concedeu a dádiva de estarmos todos aqui, principalmente depois de dois anos de pandemia, que nos levaram tantos amigos, escritores, jornalistas, músicos, professores, dentre muitas outras categorias igualmente importantes para nossa cidade.
	 Em segundo, gostaria de agradecer em nome da comissão organizadora do nosso almanaque, àquele, que algumas vezes já falei, mas aqui novamente repito... Nosso apoiador, o maior Mecenas que a Parnaíba já viu: o confrade e amigo, Francisco Valdeci Cavalcante! 
	Agradecemos também nosso presidente da APAL, José Luiz de Carvalho, um incansável na batalha pela cultura, que me fez o convite no princípio de 2020, para que eu fizesse parte desta importante comissão organizadora composta por grandes nomes da Literatura Piauiense: Antonio Gallas, Diego Mendes Sousa, José Wilton Porto e Maria Dilma Ponte de Brito. Além de nosso presidente, José Luiz de Carvalho, que apesar de não constar o seu nome entre os organizadores, está sempre ali, nos ajudando. 
	Agradeço também em nome da comissão, a todos acadêmicos que colaboraram nesta edição, abrilhantando-a com sua escrita e arte.
	Aos vencedores do Concurso Literário, nosso acalorado aplauso, além de nossa profunda gratidão! Saibam que os vossos textos vieram somar, e muito, para com esta edição. E não falo apenas em termos de volume, mas principalmente de extrema qualidade! A poesia, o conto, a crônica e o artigo, tudo em grande excelência. Agradecemos à comissão julgadora do concurso, composta por Maria Dilma Ponte de Brito, Maria do Rosário Pessoa Nascimento, Altevir Esteves, Antônio de Pádua Ribeiro dos Santos, Antônio de Pádua Marques, Wilton Porto, Elmar Carvalho e Diego Mendes Sousa.
	Uma edição mais que especial, e que, infelizmente, só não será totalmente festiva, por conta do luto que nós, acadêmicos, e toda a cidade de Parnaíba ficamos, devido à perda de grandes cidadãos que muito fizeram por nossa sociedade, por nossa história, por nossa escrita, dentre outros aspectos, no que inicio uma afetiva homenagem, um tanto poética, porém humilde, no instante em que digo que...

Tem algo de diferente neste Almanaque.
As cores azul e branca estão aqui, como de costume, 
Porém carregam certo tom nostálgico, 
Misto de saudade e silêncio. Ainda que em celebração e ternura.

A poesia foi forte neste Almanaque. 
A prosa não fez por menos. 
24 acadêmicos emprestaram sua escrita. 
Somados aos 18 do Concurso Literário, 
Quarenta e dois talentos.
Todavia, um deles nos deixou.
Confrade Renato Bacellar. Um enorme coração, 
Em meio a estas páginas que agora pulsam.
Ele representava o melhor de nós. A Parnaíba em luto.
Assim como em luto ficou, diante da partida de outro importante filho: 
Dr. Francisco de Assis Cajubá. Homem dos mais íntegros deste estado.

Homenagens merecidas foram feitas neste Almanaque.
O núcleo gestor escolheu Assis Brasil como capa.
Confrade Diego Mendes Sousa foi escalado para tão nobre missão.
Para nossa tristeza, o autor de Beira Rio, Beira Vida abandonou este plano. 
Uma homenagem em vida se tornou póstuma. 
O mesmo ocorreu com o Mestre Ageu. 
Diego o homenageou em vida,mas não houve tempo. 
Tornou-se história, antes que a sua fosse impressa.
Alguns já tinham nos deixado, 
o amigo Canindé Correia e o poeta Jorge Carvalho.
Que receberam importante homenagem, 
vinda de nosso confrade e amigo Elmar Carvalho.
Cidadãos que a nossa cidade perdeu, 
Em meio a um período tão tenebroso.

Porém entre as homenagens, 
há uma que carrega apenas a leveza da alegria,

A de Maria Dilma Ponte de Brito e seus filhos, Dante e Breno, 
Que construíram um passeio literário à Parnaíba. E dos mais felizes.

Também falei de nossa cidade, 
mas através dos meus lugares de memória.

Artigos também foram inseridos neste Almanaque. 
Pesquisas que percorreram pontos de cultura e memória,
registros de diferentes cidades do nosso Piauí.
Os eventos de uma Academia cada vez mais viva
a atualização de membros e suas respectivas cadeiras
numa revisão bem mais minuciosa
organização sempre muito comprometida
diagramação e impressão 
de extrema qualidade. 
Obra prima da Sieart.

No que é preciso declarar a minha imensa gratidão
por mais essa oportunidade, 
de estar entre aqueles 

que atuam na produção deste, 
que é o mais importante periódico 
de nossa história e da nossa literatura
Obra cuja existência desta, 
e de edições anteriores, 
se deve a ao nosso mecenas: Valdeci Cavalcante.

E gostaria de encerrar minha fala, 
homenageando as produções 
que venceram um concurso, 
pra lá de disputado, quando:

Eu digo que a literatura venceu
E a história também
No momento em que nasceu
Um Almanaque

Onde se visita 
Serra do Morcego, 
Com suas pinturas e lendas
A nos encantar
Vila dos Morenos 
Seu povo e suas histórias
A se eternizar
Templo de Frecheiras
De fé, natureza e mistérios
A se registrar

Em seguida, de um banco sem banco
Logo passar a observar
Amor à primeira vista
Da Espinha Dorsal da Cidade
Vislumbrar, 
Junto dos vizinhos
A megalomania de um famigeraldo

Para depois, entre vozes e passos da Graça
Com o braço direito erguido
Profundo amor à vida
Tenta-se sobreviver, ao clima, consumo e ego
Em meio àquela saudade... Com gosto de vó!

E por fim... Ou melhor, depois do fim
Se encontrar
Com a boa e amiga poesia
Para se contar 
As lendas de um bairro, 
Que costuma se dizer, que com um sopro
Consegue-se revelar, 
Tudo! Até mesmo a geografia de Vênus!

E por último, sim, a literatura venceu!
E a história também!
É hora de celebrar... 
O nascimento de um Almanaque
Que com certeza, jamais será esquecido!

Muito obrigado!

Claucio Ciarlini, 27 de maio de 2022.

(*) Para conferir discurso do poeta Diego Mendes Sousa, basta clicar em: https://www.portalentretextos.com.br/post/lancamento-do-almanaque-da-parnaiba-discurso-de-diego-mendes-sousa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s