Além do Brasil Suíça e França Parte V

MARIA DILMA PONTE DE BRITTO
ACADEMIA DE CIÊNCIAS DO PIAUÍ APAL
PATRONO LÍVIO LOPES CASTELO BRANCO
1º OCUPANTE HUMBERTO TELES MACHADO DE SOUSA

SUÍÇA E FRANÇA

        No meu país tem palmeiras, onde o canta o sábia. Nosso céu tem mais estrelas, nossas várzeas tem mais flores, nossos bosques tem mais vida e nossa vida mais amores. Esse é o Brasil na voz de Gonçalves Dias. “Canção do Exílio”. Amo a terra em que eu nasci, esse povo e essa gente e cada cantinho daqui. Breve pintarei com palavras toda a beleza dessa terra e o carinho que tenho por ela, mas por enquanto continuemos com o texto “Além do Brasil”.

LUCERNA(SUÍÇA) – Outubro 2013. Lucerna é uma cidade alemã de arquitetura medieval situada entre montanhas cobertas de neve. É uma verdadeira paisagem entrecortada de montanhas, rios e lagos.  Sentimos certa dificuldade de comunicação porque lá se fala alemão. Oferece muitas atrações aos turistas inclusive passeio pelos Alpes. Não perdemos essa oportunidade e foi um programa encantador. Subimos as montanhas de teleférico apreciando uma beleza ímpar.  Almoçamos no Hotel Restaurane Rigi Kartbad. Tudo nos surpreendia porque era diferente da nossa realidade A vegetação toda coberta de neve, moradas de estilos diferentes e muito frio também. Visitamos o centro comercial de Lucerna e seguimos para Zurique, centro financeiro da Suíça. Para chegar lá utilizamos vários transportes, inclusive uma embarcação confortável de dois andares, com restaurante e bastante espaço. Percorremos o Rio Reuss, afluente do Rio Aar, que é o quarto mais longo da Suíça.

 ZURIQUE (SUÍÇA) – Outubro de 2013. Na chegada jantamos no Restaurante do luxuoso Hotel Renaissance Zurich onde ficamos hospedados. A sorte é que fomos atendido por um garçom brasileiro porque não tínhamos familiaridade com o alemão a língua oficial da cidade. Zurique é considerada uma cidade global e um centro financeiro internacional. Em 2009 foi considerada uma das cidades mais poderosas do mundo. É uma cidade com intensa atividade econômica, cultural e tecnológica. Em 2012 foi apontada como a cidade de melhor qualidade de vida do mundo em virtude de suas perspectivas em educação, saúde, segurança e desenvolvimento econômico.

Achei tudo lindo, imponente e muito rico. Visitamos o centro da cidade e constatamos toda essa grandeza. Fomos muito bem recebido na loja Bucherer of Switzerland, o distribuidor oficial Rolex que nos ofertou como brinde lindas colheres para café inox com a marca da loja. Rolex colher. Seu preço varia de cento e cinquenta e nove reais a noventa e cinco cada uma. No local que ocupa quase um quarteirão tem de tudo inclusive perfumes para todo o gosto.  

A língua oficial de Zurique é o alemão mas lá usa-se vários idiomas como o francês e italiano. Não conhecemos Berna a capital da Suíça, mas compramos todos os produtos tradicionais Suíços que são famosos pela sua alta qualidade: o chocolate, o relógio e o canivete.  

PARIS (FRANÇA) – Outubro de 2013. De Zurique o destino foi a França. Em Paris o nosso primeiro passeio foi um tour conhecendo os pontos turísticos: Praça da Concordia, Casa da Ópera Guarnier, Igreja de La Madaleine, Avenida Champes- Elysées, Catedral de Notre Dame, Arco do Triunfo, Palácio de Versáles etc. Depois visitamos cada local admirando, curtindo e tirando fotos.

Fiquei encantada com o PALÁCIO DE VERSÁLLES (outubro de 2013), moradia de Luís XIV, XV e XVI. Os seus 2.300 aposentos nos faz sentir a grandeza da realeza da França. O local era constantemente ampliado com jardins, sala de espelho, capela real, teatro etc. O teto é belíssimo e os jardins também. Ricas obras de artes podem ser apreciadas caracterizando o luxo do Palácio.

O MUSEU DO LOUVRE – Outubro de 2013.  Local encantador. Fica a margem direita do rio Sena. Tem acervo de obras gregas, romanas e islâmicas e o quadro Mona Liza. Seu rico acervo contém trinta e oito mil objetos da pré – história ao século XXI. No pátio principal do Palácio do Louvre vê-se uma pirâmide construída de vidro e metal rodeada por três pirâmides menores. Ninguém passa por elas sem uma parada para fotos. Realmente merece porque são mesmo exóticas e belas.

ARCO DO TRIUNFO – Outubro 2013. O turista não vai a Paris sem registrar sua foto no Arco do Trinfo. Construído por Napoleão Bonaparte em comemoração as vitórias militares. Foi inaugurado em 1836 e contém o nome de 128 batalhas e de 558 generais. Tenho foto no local.

PONTE DOS CADEADOS – Outubro 2013. A ponte dos cadeados sob o Rio Sena é uma atração turística da Cidade Luz. Os casais apaixonadas penduravam cadeados na ponte jurando amor eterno e a chave era jogado longe para garantir que o sentimento está fechado entre os dois. Na minha visita ao local eu pendurei um (2013). Eram tantos cadeados que a estrutura da Ponte passou a ter problemas. Em 2014 uma parte do alambrado começo a ceder e em 2015 eles começaram a ser retirados. Para continuar sendo ponto turístico foi colocado um painel com grafites coloridos e modernos. Em 2017 houve um leilão solidário dos cadeados. O meu estava entre eles, assim suponho. A renda foi destinada a organização que cuida de refugiados.

CATEDRAL DE NOTRE DAME – Outubro 2013. Visitei a Catedral antes do incêndio ocorrido em 2019. Foi construída entre 1163 e 1245. Lá aconteceu a coroação de Napoleão Bonaparte, a beatificação de Joana D`Arc e a coroação de Henrique VI da Inglaterra. Conhecer um local de tamanha beleza e importância não dá para exprimir com palavras o sentimento que tomou conta de mim ao visitá-la. Na parte superior de uma das Torres viveu o Corcunda de Notre Dame, que foi personagem de livro e filmes.  Lamentei quando em 2019 aconteceu o incêndio sofrendo grandes danos. Mesmo com a promessa de ser reconstruída causa tristeza o fato ocorrido. Até junho de 2020 ainda continuava fechada para a reforma.

TORRE EIFEL – Outubro de 2013. Quem vai a Paris tem que visitar a torre de treliça de ferro inaugurada em 31 de março de 1889. Sua altura é de trezentos e vinte e quatro metros e foi construída em dois anos pelo engenheiro Gustavo Eiffel. Meu coração pulsou ao chegar ao local. Cartão postal da cidade, ícone do País e da Europa recebendo milhões de visitantes todos os anos. Fomos duas vezes na torre. Uma de dia e a outra à noite para vê-la iluminada.

A AVENUE DES CHAMPS-ÉLYSÉES/AVENIDA DOS CAMPOS ELÍSIOS – Outubro 2013.  Compreende uma extensão de quase dois mil quilômetros de beleza por setenta e um metros de largura. Conhecer uma das avenidas famosas do mundo é uma benção. Na sua extensão existe café, bares, restaurantes e lojas de marca. Ela é palco de grandes desfiles patrióticos e termina no Arco do Triunfo.

Tudo é lindo demais em Paris pena que tivemos que retornar. Foram dias inesquecíveis. Viagem de sonhos. Deixamos com saudade o Hotel Mercure seguindo para o Aeroporto Orly e chegamos em Lisboa pelo voo da TAP depois de duas horas e trinta minutos. De lá em outro voo chegamos a Fortaleza depois de sete horas de viagem.

Chegando ao final dessa maravilhosa viagem lembrei de um texto que li no face book de autoria de Suelly Lima mostrando a importância de viajar. Dizia ela, com outras palavras, que se você chegar a ser uma octogenária não irá lembrar das roupas que você costumava usar, nem de objetos caros que você comprou. Mas sem dúvida lembrará dos momentos que lhe fizeram sentir verdadeiramente viva. E essa memória lhe dará saudades e muito prazer em recordar. Viajar, conhecer um mundo diferente, culturas variadas dá essa sensação de vida com intensidade. Concordo com ela.

CAPÍTULO V – ESTADOS UNIDOS – 2015.