Cronologia Poética (2006): O fim

fracasso-nao-e-derrota2Às vezes fica complicado diferenciar
A linha entre o bem e o mal
Quando as nossas lutas
Geram apenas derrotas

A primeira coisa que pensamos é em desistir

Num turbilhão de emoções diversas
Resultados obtidos através
De nossas ingenuidades
De nossas arrogâncias

Chegamos até a pensar
Que existe um jeito
Que o mundo possui salvação

É quando contemplamos, enfim,
Que o bem nunca vencerá em definitivo
Pois sempre chegará o trágico momento
Em que não haverá mais força para resistir
Pois em meio ao luto fica difícil de enxergar
Uma luz no fim do túnel, algo a se agarrar
Quando já se está cego pela dor

Atirando-me do penhasco
Abandono a esperança
O mundo dos sonhos fechou-se
A tampa do poço foi lacrada
e a realidade se faz
Nada mais existe

Despeço-me da fantasia de herói
Sou agora apenas um homem
Misturado aos demais
Alimentando
A máquina
Chamada:
SOCIEDADE

  • Um dos anos mais difíceis na minha trajetória como escritor (como também de vida), foi o de 2006. Claro que tive a grande felicidade de ter encontrado o amor da minha vida e, ainda por cima, consegui produzir meus dois primeiros livros, além do presente de Deus: minhas lindas filhas. Porém, assim como “depois da tempestade vem a bonança”, o contrário é uma verdade mais que amarga. Primeiro que os problemas financeiros só aumentavam (trabalhando num emprego do qual não me identificava e que não ajudava muito nas contas). Segundo que já se encaminhava para dois anos de formatura e nada de eu conseguir um emprego como professor (o diploma me encarava feito um carrasco ao condenado); Outro fator foram os problemas respiratórios de minhas pequenas (e as constantes idas ao hospital e internações); A minha recém “carreira” como escritor também parecia que não iria vingar (mesmo com os encadernados e livros, eu ainda não tinha o reconhecimento que merecia ou sonhava); e por fim, e mais trágico, a morte de minha Vomãe, no dia 06 de outubro e depois de meses piorando do Lúpus (doença da qual ela bravamente lutava desde o inicio dos anos 90).

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s