Cronologia Poética (2002): Ana Roberta

ogaaaifgzlskqkrtdyrn7ckh6h_1zbhv_ssslmtbdqeaph16gkckm4gs-m1rwz6ilhwr-zeqd9fnmz_yyfekuyyoegwam1t1u

Todas as canções se fazem em mim,
Como num pedido de amor,
Ao teu peito eu me entrego
Deitado no teu sorriso
Esperando que a vida torne eterno,
Pois em mim já é…
E desde que seja tão belo quanto és,
Tornarei-me ainda mais satisfeito
Pois te amar é a minha vida
E esta vida é tua…
Amor: tem nome de Ana!

Claucio Ciarlini (2002)

  • No meu sétimo ano poético (2002) escrevi este poema para a mulher por quem me apaixonei e me decidi por casar ainda no ano anterior. Além de ser o meu amor, minha esposa e companheira de quase 20 anos de luta (sempre me apoiando), Ana Roberta é a mãe de nossas Carolina e Ingrid, que nasceram no ano de 2005, mas que ainda irei falar delas. Enquanto crescia cada vez mais o meu sonho de lançar um livro, seguia me consolando com o lançamento e distribuição de mais um encadernado: Manual da Conquista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s