20 dias de Bon Jovi #02: O apaixonado

1995, em algum lugar da Argentina (E ao som de Hearts Breaking Even)

apaixo

Doçura.

Paralisado no teu sorriso, eu estou
Apaixonado, entregue a você

Segundos de euforia e de melodia bela

Até despencar, quando a realidade surge
Ecoando a mil badaladas

Forçando-me a perceber
Que apenas a tua foto, eu tenho…

Tento me agarrar, um último vestígio, uma última janela aberta

A última ponte física entre minha alma e a tua,
Quando tudo já se despedaçou…

Nestas lembranças, que agora me esmagam

O resto é imaginação,
Tola memória que se esvai com o tempo (maldito tempo)

E agora, vivendo de desejos inconsequentes
De um mundo a rodopiar
De uma letra de amor, que tragicamente, sempre mostrará o fim

– E por que tem que ser assim?

É o que me pergunto, enquanto observo estes ingênuos casais
Tão recentes, a sorrir, inúmeras vezes na minha frente (imprestáveis)
Tão certos e convictos, e mal sabem
Que sempre acaba,

Pois a paixão é assim
Ela envolve para depois destruir (como serpente)

Crio coragem o suficiente e rasgo o teu semblante

Chego a sorrir,

Então me arrependo (me desespero)
Tento colar as partes, reconstruir a tua beleza
No esforço de permanecer intacta, a devoção

E novamente tenho: A doçura.

Claucio Ciarlini (2013)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s