HUMANITÁRIOS: NUNCA BRAÇOS CRUZADOS

HUMANITÁRIOS: NUNCA BRAÇOS CRUZADOS!
Wilton Porto

Que o sangue que rola olhos abaixo,
vendo a angústia do irmãozinho emborcado na rua.
Seja o prenúncio da chegada doTrono Celeste!
Se o próprio Cristo prometeu: virá!

Não tem como ficarmos passivos:
braços cruzados, como almofadinha sobre o sofá.
Nem nos calarmos ante a inoperância dos inexpressivos,
que se dizem governantes,
mas de governo nada há.

Não somos estrelas na ribalta dos aplausos!
Tampouco dentes abertos, seguindo falantes de palanques!
Somos os olhos que enxergam e exaltam o Bem,
o Bem que mãos humanitárias nunca ficam estanques.

O HUMANITÁRIO que brilha nas cores do “BOM SAMARITANO”,
sendo as cores que brilham no Alto dos Céus.
Faz-nos excelsos, embora nos saibamos humanos,
humanos, que nunca deixam os semelhantes ao léu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s