Mudanças obrigatórias COVID-19

De repente, como em um piscar de olhos, o mundo ficou de cabeça para baixo. Mudamos nossas rotinas inesperadamente.  Aquilo que fazíamos sempre igual, acordar às seis horas da manhã, tomar café apressado e sair para trabalhar deixou de ser rotina. Não é necessário bater o ponto. A tendência agora é home office, trabalhar em casa.

            O final de semana também recebeu novo estilo. Não se sai para a balada e as lives substituíram esse tipo de divertimento. O almoço e o jantar do restaurante não é mas in loco. Pedimos e recebemos a comida em casa, o delivery.  Até a missa do domingo é assistida pela televisão.

            Quem comprou pacote de viagem e sonhou com umas férias divertidas, ficou frustrado. Companhias aéreas estão cancelando voos. Hotéis fechados. Passeio adiados por um tempo indeterminado. Mas você pode visitar museus online e fazer também um tour por belíssimas cidades, tudo pela internet.

            O consumo de batom diminuiu porque os lábios hoje estão escondidos atrás máscaras. Assim também as boutiques deixaram de vender as suas belas roupas porque a recomendação agora é ficar em casa. Por outro lado a saída de pijaminhas e camisolas aumentaram.

            As aulas nesse momento estão sendo realizadas à distância. As instituições educacionais de todo o mundo passaram a utilizar a tecnologia para transmitir o conteúdo para seus alunos, o ensino remoto. O ensino remoto é uma solução temporária para continuar as atividades pedagógicas utilizando como principal ferramenta a internet. Portanto, é uma forma de ensino/aprendizagem diferente da Educação à Distância – EAD, que é uma metodologia planejada e estruturada para o ensino não presencial.

            Assim, as pessoas se reinventam para sobreviver nesse tempo difícil. E que tempo é esse? Tempo de pandemia, de coronavírus, de COVID-19. Coronavírus é um infecção que tem como sintomas, febre, tosse, dor de garganta, dor de cabeça, problemas respiratórios e que é transmitido rapidamente e tem levado a morte um número considerável de pessoas no Brasil e no mundo. A vacina do momento é ficar em casa e se for obrigado a sair é de máscara.

            O mundo teve que aprender rapidamente e sem nenhum ensaio começou a agir. No campo da educação mal se pensava no ensino híbrido, envolvendo a tecnologia digital, professores e alunos tiveram que lançar mão de uma nova experiência, as aulas remotas. O delivery que era uma tendência que estava avançando lentamente e se tinha como coisa do futuro apesar de alguns ramos do comércio já está utilizando, é realidade hoje.

            Ninguém sabe quando tudo voltará ao normal ou se voltará ao normal porque muitas coisas irão permanecer depois dessa pandemia. Mudanças ocorridas de forma obrigatória pelo situação do momento trouxeram boas experiências que podem ficar. Compreendeu-se por exemplo, que a aprendizagem pode ir além dos muros da escola e que as tecnologias são ferramentas metodológicas importantes. O trabalho em casa está sendo uma experiência positiva para empregado e empregador.

            Apesar de tudo esperamos que o afeto e carinho entre as pessoas não desapareceram. Depois de tanto tempo de isolamento, quando tudo isso passar temos a esperança de que as reuniões de família e com os amigos retornem em clima alegre e festivo como eram antes. Feliz o dia que poderemos voltar a abraçar e trocar o gentil beijinho de cumprimento.

DO LIVRO “O QUINTO” – INÉDITO
MARIA DILMA PONTE DE BRITO APALCADEIRA 28
PATRONO LÍVIO LOPES CASTELO BRANCO
1º OCUPANTE HUMBERTO TELES MACHADO DE SOUSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s