Sobre os poetas…

images

Imaginação (tão abstrata) que se junta à tinta (altamente concreta)
Casamento perfeito, união reveladora (simbiose)
De talentos, de histórias, de momentos

Percorrem as mais variadas linhas, que antes pareciam
Tão retas, claras, objetivas (razão acima de tudo e com tudo)
E agora… Agora se misturam ao torto, ao obscuro, ao subjetivo (sentimento)

É a criança deixando de ser a mesma, para se perceber: jovem
É o jovem se permitindo ser tudo e tanto mais: até criança

Escrevendo

Em meio a tantos gritos e dizeres, problemas e confusões,
Catástrofes, inundações, reflexões a degustar!

Sobre

Amores: do mais sublime ao mais avassalador
Platonismo exacerbado, enquanto espera à hora certa de falar
Dor, na alma, no coração, muito além do que o corpo poderia suportar

Um fechar de olhos para o novo, sem olhar para trás
Um saltar no escuro da contradição, despejando termos, rimas e confissão
Um reviver de sonho, que espera, a cada novela, o mais doce das ilusões

Um peito traído que faz do mais penoso tormento: criação
Um olhar dirigido (e até crítico) aos problemas do seu lugar (para quem lhe rodeia)
Um ouvido atento, na busca de um sorriso em meio a milhares de lágrimas

De tudo isso, e um tanto, é que humildemente se faz
Aquele que traz na vida, a missão: de provocar os nossos sentidos

Sim, é ele, o poeta, e ninguém mais.

Claucio Ciarlini (2013)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s