Sonho Mau

danarinos

Você era o único par,
Que bailava naquele salão.
Meus olhos se te avistavam
Era só teu meu coração.
Morria de ciúmes de você,
Eu chorava olhando pra você
Enquanto você bailava no salão.
Invejava de toda a bailarina
Queria ser como ela dançarina
Para estar envolvida em seu abraço.
O ciúme me matava vagarosamente
Eis que senti a morte lentamente
Ia morrer por sua traição.
Foi quando acordei
E percebi que sofria inutilmente
Pois era apenas um sonho mau e nada  mais
Tudo entre nós estava muito bem
Estava em paz.

Maria Dilma Ponte de Brito
Cadeira 28 da APAL

09.08.1973

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s