O AMANHÃ VIROU HOJE O MUNDO DEU UMA PREGA

 

                        O mundo está se preparando para mudar hoje, amanhã e nos próximos anos. O renomado palestrante Artur Igreja ao falar de inovação explica que algumas profissões deixarão de existir no futuro e certas formas de trabalho serão modificadas graças a tecnologia. Ela tem evoluindo tão rapidamente segundo ele, que quando você se adapta a mudança outra já tem surgido. Antes o que acontecia em décadas, hoje ocorre no piscar de olhos. Nenhuma empresa hoje sobrevive sem tecnologia. Atualmente ninguém domina área do conhecimento porque ele se renova a cada instante. Resumido, o profissional do futuro tem que ser inovador e acompanhar as inovações tecnológicas. Lembrando também que a tecnologia permeia tudo, mas ela funciona somada com outras áreas de conhecimento. Cita ele, exemplo de empresas que já estão avançadas nesse aspecto inovador. Restaurantes enormes com apenas um garçom porque o cliente faz seu pedido no celular e paga também por meio dele.

Nos grandes centros muitas empresas e serviços já estão bastante avançados utilizando a tecnologia de informação, inteligência artificial, com resultados eficientes e eficazes. Mas outros avanços que se esperava acontecer daqui alguns anos abruptamente já estão acontecendo nas grandes e pequenas cidades graças a pandemia do coronavírus que de forma brusca impôs uma nova forma de trabalho e de viver. O serviço delivery já vinha sendo bastante utilizado mas não da forma intensificada como acontece hoje. Na cidade de Parnaíba, por exemplo, as entregas de serviços em casa eram de pizza, quentinhas, gás e algumas outras poucas coisas, agora para tudo tem delivery. O ensino a distância e os vídeos conferenciam já existiam esporadicamente. Atualmente tudo se resolve e se decide a distancia. As plataformas digitais, as vendas on line são realidades que ficarão mesmo depois que COVID 19 passar.

            Existirá o antes e depois do coronavírus. As empresas se reinventaram e se darão bem nas vendas on line, fizeram seus aplicativos e passaram a trabalhar com plataforma digital. O cenário mudou tanto na educação, na economia e na sociedade em geral, beneficiando as duas pontas. O funcionário que trabalha em casa se sente confortável em flexibilizar seu horário enquanto que a empresa economiza energia, despesa de cafezinho, etc. etc.

            A pergunta é: depois que tudo isso passar será que as pessoas vão voltar a se cumprimentar com abraços e beijinhos ou vão perder o costume depois de tanto tempo sem esse afeto e carinho que era tão bonito e comum principalmente entre os brasileiros?

           Isso é a única coisa que espero voltar a normalidade.

MARIA DILMA PONTE DE BRITO
Cadeira 28 da APAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s