A MENINA DA PRAÇA

menina da praça
Imagem meramente ilustrativa

 

 

Antonio Gallas

Menina que passa

Com graça,

Na praça,

(Na Praça da Graça),

Fazendo arruaça

Em meu coração.

Menina charmosa,

Dengosa,

Travessa,

De olhar inocente,

Menina carente

De amor e afeição.

Menina tão pura,

É toda ternura!

A mão estendida

Pedindo a todos

Um pedaço de pão.

Menina da praça

Tão cheia de graça

Não tem rumo certo,

Mas tem a certeza

Que um dia a tristeza

Vai lhe abandonar.

Menina da praça

De olhar tão tristonho

Sequer sei seu nome

Mas sei que tem fome…

Te vejo menina

Sorrindo em meu sonho.

Um dia da praça

A menina sumiu…

E a Praça da Graça

Sem graça dormiu…

A MENINA DA PRAÇA I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s